Homem que negociava na Rede Globo os direitos de transmissão de alguns dos principais campeonatos internacionais, Marcelo Campos Pinto teve seu nome citado nesta terça-feira (14), no depoimento de Alejandro Buzaco, no Tribunal do Brooklyn, em Nova York, nos Estados Unidos. O ex-executivo da Torneos y Competencias teria acertado com o então dirigente da Globo, o atual presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) Marco Polo del Nero, o acordo de propinas referentes à transmissão da Copa Libertadores e da Copa Sul-Americana. 



O réu no processo disse que, em junho de 2012, disse que participou de um jantar no restaurante Tomo 1, no centro de Buenos Aires, na Argentina, com a presença do então presidente da CBF, José Maria Marin; do atual ocupante do cargo, Del Nero; e do então diretor de Esportes da Globo, Marcelo Campos.


Segundo Burzaco, o grupo teria acertado ali que os pagamentos de propina feitos em decorrência dos direitos de transmissão das copas Libertadores e Sul-Americana seriam divididos, a partir daquele momento, entre Marin e Del Nero — antes, esses pagamentos fraudulentos eram endereçados a Ricardo Teixeira.


Campos Pinto foi demitido da Globo em novembro de 2015 após ter ficado sua imagem internamente desgastada nos escândalos de corrupção. Além dos negócios escusos com a Fifa e a Conmebol, o dirigente era quem também dava as cartas nas negociações de direitos de transmissão na CBF. Depois da implosão do Clube dos 13 em 2011, o próprio Campos Pinto que passou a negociar as cotas de televisão diretamente com os clubes.


EsportesR7 no YouTube. Inscreva-se



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here